Skip to content


Grampo móvel

Um cara, nos Estados Unidos, inventou um grampo que não precisa ficar eternamente na pedra. Ao contrário dos equipamentos móveis, que aproveitam as fendas e os buracos naturais da rocha, com o novo sistema o conquistador ainda tem que fazer o furo na parede, mas não precisa deixar o grampo na via.

Para alguns lugares isso é muito bom. A Pedra do Urubu, na Urca, é um bom exemplo. Ela é toda salpicada de grampos, alguns já bastante velhos e enferrujados, que ao longo do tempo foram manchando a pedra de laranja e marrom, com a ação da chuva e da maresia. Com o grampo móvel, apenas o furo fica na parede. Ainda é uma alteração na paisagem, eu sei, mas quando o escalador vai embora, ele pelos menos carrega consigo as peças de metal.

Já para as vias longas e menos grampeadas isso é mais complicado, pois muitas vezes o escalador só sabe para que direção ir porque avistou um grampo lá de baixo. Se não houver grampo, fica mais fácil se perder na pedra. Para aquelas vias em que o pessoal começa usando um stick clip também. Nesse caso é melhor ter um grampo fixo.

Fonte: 8a.nu Brasil.

Posted in Escalada.


0 Comentários

Mantenha-se atualizado! Assine o RSS feed para comentários deste post.



Você pode usar um pouco de HTML

ou responda este post via trackback.